eventos

Arte na Biblioteca

Laura Cánepa em palestra sobre cinema brasileiro contemporâneo de horror (Foto: Ivson Miranda/Itaú Cultural)

O Arte na Biblioteca volta em 2013 renovado. Buscando sempre promover discussões sobre assuntos artísticos e culturais, o programa abordará o Cinema Brasileiro Contemporâneo. São quatro palestras – com a presença de especialistas e profissionais da área de cinema – e uma oficina para professores e educadores. O evento ocorre entre 5 de setembro e 5 de outubro.

Os encontros acontecerão todas as quintas-feiras de setembro, sempre às 19h. Serão discutidos quatro gêneros diferentes do cinema brasileiro contemporâneo: documentário (dia 5 de setembro, com Dora Mourão), horror (12 de setembro, com Laura Cánepa), animação (19 de setembro, com Marcos Magalhães) e nova comédia (26 de setembro, com Sérgio Alpendre). Para se inscrever, envie a itaucultural@comunicacaodirigida.com.br seu nome, telefone, profissão e o nome da oficina. Para encerrar, Silene Ferreira Claro organiza uma oficina sobre o uso do cinema na sala de aula no sábado, dia 5 de outubro, às 9h. A oficina tem 30 vagas e os ingressos serão distribuídos com meia hora de antecedência até que as vagas estejam completas.

Criado em 2011 pelo Centro de Memória, Documentação e Referência do Itaú Cultural (CMDR), o Arte na Biblioteca tem como público-alvo os frequentadores da Biblioteca/Midiateca do CMDR, estudantes, professores e pesquisadores. A primeira edição do programa trouxe a jornalista Patrícia Palumbo e o diretor de conteúdo da produtora Identidade Musical Duarte, Rogério Duarte, que falaram sobre a música popular brasileira contemporânea. A última edição foi em outubro de 2012 com a presença de Iuri Pereira, que debateu com o público o trabalho de editoração da Coleção Bienal, um conjunto de textos essenciais que complementaram o catálogo da 30ª Bienal de São Paulo – A Eminência das Poéticas.

Para mais informações sobre as palestras e a oficina, consulte a aba Programação.

Arte na Biblioteca
quinta 5 de setembro a sábado 5 de outubro de 2013
Biblioteca/Videoteca – 30 lugares

Entrada franca
[livre para todos os públicos]

  • 05
    • /Documentário, com Dora Mourão

      Quinta-Feira - 19:00

      Biblioteca/Midiateca – 30 lugares

      Entrada franca – ingressos distribuídos com meia hora de antecedência
      [livre para todos os públicos] L

      Dora Mourão apresenta ao público da Biblioteca/Videoteca um panorama da produção de documentários brasileiros, suas tendências e perspectivas e discute os filmes 33, de Kiko Goifman; A alma do Osso, de Cao Guimarães; Jogo de Cena, de Eduardo Coutinho; Santiago, de João Moreira Salles; Serras da Desordem, de Andrea Tonacci; e O Prisioneiro da Grade de Ferro, de Paulo Sacramento.

    • Participantes

      • Dora Mourão

        Dora Mourão é professora titular e chefe do Departamento de Cinema, Rádio e TV da ECA/USP. Pós-doutora pela Écoles des Hautes Études en Sciences Sociales (EHESS), Paris, em cinema e novas tecnologias. Ensina teoria e prática da montagem, tendo montado diversos filmes culturais e de pesquisa, entre eles os documentários São Paulo, Sinfonia e Cacofonia, de Jean-Claude Bernardet, e São Paulo Cinemacidade, de Aloysio Raulino. É presidente do Centre International de Liaison des Écoles de Cinéma et Télévision e da Sociedade Brasileira de Estudos de Cinema e Audiovisual (Socine). É também membro do Conselho da Cinemateca Brasileira.

  • 12
    • /Filmes de Horror, com Laura Cánepa

      Quinta-Feira - 19:00

      Biblioteca/Midiateca – 30 lugares

      Entrada franca – ingressos distribuídos com meia hora de antecedência
      [livre para todos os públicos] L

      Laura Cánepa faz um passeio pela trajetória do gênero de terror e apresenta a sua visão sobre a produção nacional e o preconceito do mercado brasileiro com esse gênero e relaciona alguns títulos e diretores nacionais: Zé do Caixão, Walter Hugo Khouri, Carlos Hugo Christensen, John Doo, Fauzi Mansur, Jean Garrett, Ivan Cardoso, Rodrigo Aragão, Paulo Biscaia Filho, Felipe Guerra e Petter Baiestorff.

    • Participantes

      • Laura Cánepa

        Laura Cánepa é jornalista e docente do Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade Anhembi Morumbi. É membro do Conselho Deliberativo da Sociedade Brasileira de Estudos de Cinema e Audiovisual (Socine) e coordenadora do Grupo de Pesquisa de Cinema da Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação (Intercom). Doutorou-se na Unicamp em 2008 com a tese “Medo de Quê – uma História do Horror nos Filmes Brasileiros”. Mantém o blog www.horrorbrasileiro.blogspot.com com informações e atualizações de sua pesquisa iniciada no doutorado.

  • 19
    • /Animação, com Marcos Magalhães

      Quinta-Feira - 19:00

      Biblioteca/Midiateca – 30 lugares

      Entrada franca – ingressos distribuídos com meia hora de antecedência
      [livre para todos os públicos] L

      Marcos Magalhães faz uma reflexão sobre a explosão de filmes de animação no Brasil.

    • Participantes

      • Marcos Magalhães

        Marcos Magalhães é cineasta de animação e um dos fundadores do Anima Mundi – Festival Internacional de Animação do Brasil. É autor de vários filmes – entre eles Meow! (Prêmio Especial do Júri em Cannes em 1982) e Animando (1983) – e criador do personagem Ratinho, da série de animações em massinha do programa de TV Castelo Rá-Tim-Bum (1994). Mestre em design e atualmente doutorando pela PUC/Rio, é professor pleno de cinema de animação no curso de graduação em design desde 2002 e coordenador do curso de pós-graduação em animação desde 2004 na PUC/Rio.

  • 26
    • /Nova Comédia Brasileira, com Sérgio Alpendre

      Quinta-Feira - 19:00

      Biblioteca/Midiateca – 30 lugares

      Entrada franca – ingressos distribuídos com meia hora de antecedência
      [livre para todos os públicos] L

      O jornalista e crítico de cinema Sérgio Alpendre debate com o público a produção recente de comédias brasileiras.

    • Participantes

      • Sérgio Alpendre

        Sérgio Alpendre é jornalista, crítico de cinema na Folha de S.Paulo, redator da Contracampo, colaborador do UOL e fundador da revista Paisà. Ministra cursos sobre cinema e oficinas de crítica.

  • 05
    • /Oficina: O Uso do Cinema em Sala de Aula, com Silene Ferreira Claro

      Sábado - 09:00

      Biblioteca/Midiateca – 30 lugares

      Entrada franca – ingressos distribuídos com meia hora de antecedência até que as vagas sejam preenchidas
      [livre para todos os públicos] L

      Silene Ferreira Claro abordará nesta oficina os filmes Caramuru, Quanto Vale ou É por Quilo?, Desmundo, Eles Não Usam Black-Tie e O Auto da Compadecida.

    • Participantes

      • Silene Ferreira Claro

        Silene Ferreira Claro é doutora em história social pela FFLCH-USP e docente no curso de pedagogia nas Faculdades Integradas Campos Salles – cadeira de metodologia do ensino de história, tecnologias da informação e comunicação aplicadas à educação e à história da educação – e nos cursos de história e pedagogia da Faculdade Sumaré, onde é coordenadora. Foi tutora no curso da Escola de Formação de Professores Paulo Renato de Souza. Autora colaboradora na Editora Oxford do Brasil entre 2011 e 2012, atua ainda como professora de história, sociologia e filosofia nos ensinos fundamental e médio, na rede privada, em Osasco/SP.